sábado, 6 de dezembro de 2008

A OCUPAÇÃO DE TERRAS POR ESTRANGEIROS NA FRONTEIRA OESTE DO BRASIL NOS PROMÓRDIOS DA REPÚBLICA: OCUPAR PARA DESINTEGRAR

Por: Domingos Savio da Cunha Garcia (Professor no departamento de História da UNEMAT; doutorando em Economia Aplicada (área de concentração em História Econômica) no Instituto de Economia da UNICAMP).
As duas primeiras décadas da República presenciaram um acelerado processo de ocupação de terras por estrangeiros na fronteira do Brasil com a Bolívia, na parte pertencente ao antigo estado de Mato Grosso. Essa região, de difícil acesso, com escassa presença do Estado na época e situada na interseção das bacias do Prata e Amazônica, esteve no centro de ações de estrangeiros, principalmente de belgas, estes com larga experiência na questão colonial.
No quadro da geopolítica internacional do período e das condições de crise política e econômica vivida pelo Brasil nos primórdios da República, com repercussões inclusive em Mato Grosso, este trabalho procura mostrar que esse processo de ocupação territorial por estrangeiros no oeste tinha uma envergadura tal que ultrapassava os limites de uma simples ação econômica e se cobria de interesses comerciais tendo em vista abrir caminhos para uma ação política. Por outro lado procuramos recuperar alguns elementos históricos referentes à ocupação do oeste, particularmente no período colonial, destacando a atração representada pela idéia da transposição das bacias Amazônica e Platina e a construção mitológica da "Ilha Brasil" como fator de estímulo à presença estrangeira na fronteira oeste.
1- A ocupação da região oeste do território colonial português na América, constitui um dos temas de recorrente reflexão por parte da historiografia sobre essa região. Essa contínuo debate que se realiza sobre o assunto, talvez tenha relação com o fato de que envolva elementos fundamentais para a geopolítica da região, com traumas que envolvem acontecimentos em tempos não distantes e que deixaram marcas profundas em nossa história. Dentre esses acontecimentos podemos destacar a Guerra do Paraguai e a chamada "Questão do Acre" [...]
LEIA O TEXTO COMPLETO:

Nenhum comentário: