domingo, 5 de setembro de 2010

PREFEITOS DO DEPARTAMENTO DO ALTO ACRE (1904-1930) e GOVERNADORES DO TERRITORIO DO ACRE – 1921/1930

PREFEITOS DO DEPARTAMENTO DO ALTO ACRE (1904-1930)

Fonte: Deptº Patrimônio Histórico do Acre

Nome

posse

saida

ficha1

ficha2

ficha3

Cel. RAPHAEL DA CUNHA MATOS

08/1904

04/1905

Cap. ODILON PRATAGY BRASILIENSE

04/1905

07/1905

Dr. ACAUAN RIBEIRO

07/1905

01/1906

Ten. FRANCISCO DAS CHAGAS PINTO MONTEIRO

01/1906

03/1906

Cel. JOAÕ DE OLIVEIRA ROLA

03/1906

07/1906

Cel. JOSÉ PLACIDO DE CASTRO

07/1906

03/1907

DOMINGOS JESUINO DE ALBUQUERQUE JUNIOR

03/1907

10/1907

ANTONIO ANTUNES DE ALENCAR

10/1907

01/1908

GABINO BEZOURO

01/1908

11/1909

FRANCISCO SIMPLICIO FERREIRA DA COSTA

11/1909

12/1909

DEOCLECIANO COELHO DE SOUZA

12/1909

06/1910

LEONIDAS BENICIO DE MELLO

06/1910

09/1910

FABIO FABRIZZI

11/1910

12/1910

DR. EPAMINONDAS JACOME

12/1910

01/1911

DR.DEOCLECIANO COELHO DE SOUZA

01/1911

01/1915

JOAQUIM VICTOR DA SILVA

01/1915

01/1915

ANTÓNIO VIEIRA DE SOUZA

01/1915

04/1915

AUGUSTO CARLOS DE VASCONCELOS MONTEIRO

04/1915

05/1916

ANTÓNIO VIEIRA DE SOUZA

05/1916

05/1917

AUGUSTO CARLOS DE VASCONCELOS MONTEIRO

05/1917

01/1919

JOSÉ TOMAS DA CUNHA VASCONCELLOS

01/1919

01/1921

GOVERNADORES DO TERRITORIO DO ACRE – 1921/1930

posse

saida

DR.EPAMINONDAS JÁCOME

01/1921

06/1922

MANUEL DUARTE DE MENEZES

06/ 1922

11/1922

DR. FRANCISCO DE OLIVEIRA CONDE

11/1922

02/1923

RAMIRO GUERREIRO

02/1923

02/1923

DR.JOSÉ THOMAS DA CUNHA VASCONCELOS

02/1923

05/1926

MAJOR. JOÃO CANCIO FERNANDES

05/1926

07/1926

ALBERTO AUGUSTO O . DINIZ

07/1926

12/1926

MAJOR. JOÃO CANCIO FERNANDES

12/1926

01/1927

LAUDELINO BENIGNO

01/1927

06/1927

HUGO CARNEIRO

06/1927

07/1930

MAJOR. JOÃO CANCIO FERNANDES

07/1930

11/1930

Cel. Raphael Augusto da Cunha Mattos – 08/1904-04/1905

General que havia feito parte das tropas que para cá vieram durante a Revolução Acreana - Fica pouco mais de um ano e sai alegando problemas de saúde, sem conseguir impor a nova ordem.

- 18 de agosto de 1904

- Posse na cidade do Cel.Raphael Augusto da Cunha Mattos

- 22 de agosto de 1904

- instaladas a delegacia de policia e uma escola primária.

Coronel do Exercito, remanescente da guerra de canudos

- 18 de agosto a 31 de dezembro de 1904

- Relatório - Gestão Cunha Mattos - Prefeitura Departamental

- 7 de setembro de 1904

- decreto 7 - mudança de Nome de Empreza para Villa Rio Branco - provisóriamente sede do Governo da prefeitura.

Cap. Odilon Pratagy Brasiliense – 04/1905-07/1905

Capitão do exército, assume interinamente e nem com o uso da força consegue se impor, fica dois meses no cargo.

Acauã Ribeiro – 07/1905-01/1906

Advogado nomeado para Prefeito, tratava-se de um burocrata federal que tentou mais uma vez organizar a administração do Acre sem obter resultados, sai alegando problemas de saúde.

-1905? até 1907

- Prefeito - Dr.Acauan Ribeiro

* tem dois aqui no meio (Alferes ? Pinto e João Rola)

Ten. Francisco das Chagas Pinto Monteiro – 01/1906-03/1906

(Alferes) Mais um militar a assumir interinamente o cargo de Prefeito. Consegue mesmo arrumar mais confusão.

Cel. João de Oliveira Rola – 03/1906-07/1906

Seringalista e ex-revolucionário assume interinamente a Prefeitura e com pouco tempo passa o cargo para Plácido de Castro.

Cel. José Placido de Castro -07/1906-03/1907

Ex-revolucionário e então seringalista, faz parte de uma facção que pretende resistir às imposições do Governo federal, permanece seis meses, pretendendo ter imposto a tão propalada ordem na casa.

-1906? a 1907?

- Prefeito - Placido de Castro

- 1906

- Neutel Maia funda a Assembléia Acreana (cassino)

Domingos Jesuino de Albuquerque Júnior – 03/1907-10/1907

Antonio Antunes de Alencar – 10/1907-01/1908

- 1907 a 1908

- Prefeito - Cel.Antonio Antunes de Alencar

- 1908

- Criada a Comarca do Alto Acre - Cidade Empreza - Sede

Gabino Bezouro – 01/1908-11/1909

- 1909

- Prefeito Gabino Besouro - muda de Empreza para Penápolis

- 30 de junho de 1909

- por ato do prefeito Gabino Besouro, Empresa muda de nome.Passa a ser Penápolis

Francisco Simplicio Ferreira da Costa – 11/1909-12/1909

Deocleciano Coelho de Souza – 12/1909-06/1910

(Já havia assumido prefeitura departamental de 12/09 a 06/10)

- 01/1909 a 01/1915 - Nomeado junto com 2 outros prefeitos do próprio Acre, o que acalmou os animos. Assume com votos de jubilo no Alto Acre.

Leonidas Benicio de Mello – 06/1910-09/1910

- 10 de agosto de 1910

- instalava-se em Penapólis uma agência dos correios.

- 1910

- Prefeito - Dr.Benicio Mello

Fabio Fabrizzi – 11/1910-12/1910

Dr. Epaminondas Jácome – 12/1910-01/1911

Dr. Epaminondas Jácome - ex-revolucionário. (Expedição Floriano Peixoto e Revolução Acreana)

Prefeito interinamente em dezembro de 10 a janeiro de 11. (Departamento do Alto-Acre). Em 11 de junho de 1915 é nomeado intendente do município de Rio Branco ( em substituição ao Cel. Rola que pediu exoneração do cargo). (Comércio do Acre - Ano I - 11 de Junho de 1915 - nº 1).

- Epaminondas era uma figura neutra, não estava filiado a nenhum partido político do Acre. (Jornal do Acre - Ano I - Domingo, 9 de janeiro de 1916 - n° 1).

Funda várias sedes públicas em setembro de 1916 e o diretor do jornal “reforma”.

- Em 11 de junho de 1918 deixa a intendência do município (substituído pelo Senador Teófilo Maia ), com destino a Porto Acre.

Dr. Deocleciano Coelho de Souza – 01/1911-01/1915

- 3 de outubro de 1912

- Passa a se chamar Rio Branco

- 7 de Maio de 1913

- é instalada a estação de Rádio Telegrafia, tirando os acreanos do isolamento total

- 13 de junho de 1913

- é dada nova organização ao território, razão da qual é instalado oficialmente o municipio de Rio Branco

- 7 de janeiro de 1914

- Primeiras eleições municipais

- 23/10/1912 - Decreto 9.831 - Reforma - Passa a 4 departamentos e 5 municipios

- Cria Conselhos Municipais (só eleitos em 1917)

- Intendentes Municipais nomeados pelo Presidente.

-02/13 - Instala Intendencia em Rio Branco - 1º Intendente João Rola

- As Intendencias cumprem duplo papel - contentar a elite regional e ampliar a máquina administrativa.

04/13 - Noticia de nova lei de terras que beneficia os seringalistas porque permite sua regularização.

05/13 - Reunião no Purus dos Prefeitos Departamentais convocada pelo Purus.

09/13 - Se refere ao partido construtor (?) ao qual pertence Deocleciano.

12/14 - Manifesta ao novo Presidente da Republica Venceslau Brás o desejo de continuar com Deocleciano que já vinha sofrendo com cortes no orçamento, apesar de ter garantido a ordem quando da revolução no Purus.

Mas parece que o Governo federal mudou mesmo logo em janeiro de 1915.

Joaquim Victor da Silva – 01/1915 a 01/1915

Antonio Vieira de Souza01/1915-04/1915

Ex-revolucionário - Coronel - Comerciante da Alves Braga Estates and Trading Company Ltda.

- Nomeado em 01/11 Delegado de Xapuri

- Já havia sido nomeado 3º Sub-Prefeito em 04/11

02/13 - Nova nomeação para 3º Subprefeito pela nova lei da Reforma 9.831

- Matéria que exalta a chegada do próximo Prefeito uma vez que o governo provisório de Antonio Vieira de Souza na Pref. Dep. e João Rola na Intendencia Municipal transformaram os ultimos quatro meses em um grande problema, marcado pôr perseguições, ideas impatrioticas e sequiosos de poder. O desastre foi tão grande, após o longo periodo de calmaria de Cunha Vasconcellos, que a chegada de nomeado de fora é melhor que Antonio Vieira e João Rola.

Augusto Carlos de Vasconcelos Monteiro – 04/1915-05/1916

-periodos interrompidos em 1915, 17 e 18

- Prefeito - Dr.Augusto Carlos de Vasconcelos Monteiros

- 1º de Maio de 1915

- é inaugurado o primeiro grupo escolar

- chega em 25(?)/04/1915 - Traz vários técnicos com ele para ocupar a o 1º escalão.

- Parece que João Rola segue como intendente.

- A expectativa positiva era mais uma jogada politica dos descontentes com Vieira e Rola ?

- Anuncia-se o orçamento de que dispõe (pouco/muito?)

- Era do RGN - Deputado Federal eleito em 1912 havia em 1914 (?) apresentado a Camara Federal o trabalho “Uma nova organização para o Acre”.

-05/16 - Fara viagem ao Rio de Janeiro assim que termine de instalar luz elétrica.

- Pela tabela aqui teria assumido Antonio Vieira entre 05/16 e 05/17 )

- Em 17 começou articulações para Governo Territorial.

- 1º de Maio de 1915

- é inaugurado o primeiro grupo escolar

- 13 de Maio de 1916

- Inaugurado o serviço de luz elétrica

- 10/18 - Está festejado no Acre

-12/18 - No dia 18/12/18 deixou a prefeitura para tirar férias. Exalta-se a sua administração pela instalação de luz, hospital, escolas.

- Enfrentou alagação em 17 e surto de gripe.

- aqui o Intendente municipal é Theophilo Maia.

- Assume interinamente Leandro cavalcanti, 1º substituto.

03/19 - Augusto Monteiro deve passar em RB em transito para o RJ onde vai ao Governo federal tratar assuntos do Acre. Mas parece que não estava no exercicio do cargo (?).

- Diante do boato de que o Gov.federal iria substitui-lo em RB e XA movimento radiografa ao Presidente para mante-lo.

Antonio Vieira de Souza – 05/1916-05/1917

- 13 de Maio de 1916

- Inaugurado o serviço de luz elétrica

Augusto Carlos de Vasconcelos Monteiro – 05/1917-01/1919

- 1918

- Instala-se o Tribunal de Apelação;

Leandro Cavalcanti - Assume no dia 18/12/18 (não aparece na relação)

- É medico de Rio Branco e se dispõe como continuador do antecessor, mas tratado sempre como “em exercicio”.

-09/02/19 - Ainda é Prefeito em exercicio

-14/02/20 - é só medico em RB.

José Tomas da Cunha Vasconcellos – 01/1919-01/1921

- 1919 a 1920

- Prefeito - Dr. José Thomaz da Cunha Vasconcelos

- 1º de outubro de 1920

- Território do Acre - extinção do departamento e unificação dos municipios em torno de um só governo, Rio Branco é escolhida a capital do território do Acre

- 13 de novembro de 1920

- é instalada a mesa de rendas Federais

- 28 de novembro de 1920

- é fundada a paróquia de São Félix e São Sebastião;

- Assume após a violenta deposição do Iº suplente de Prefeito em exercicio - Foi uma revolta da Cia. Regional, c/prisão das maiores autoridades do Dep., que se aproveitando de um motim no quartel usaram como pretexto a questão da autonomia acreana. Foi liderada pelo Tenente Augusto de Vasconcellos, advogado Estevam Gomes Castro Pinto e Padre José Raymundo, “ministros do governo provisório da revolução sem ideal”. Para cá foi mandado o 45º batalhão de caçadores do exército.

- Leandro Cavalcanti exerceu durante esta gestão, o cargo de diretor do Hospital

- Prepara Rio Branco para receber a capital do território. Reformou o prédio da prefeitura.

- O governo federal proibiu a publicação de jornais oficiais no Departamento, pôr essa razão publica em jornal particular.

- Devido a atrito com o Intendente municipal Dr.Freire de Carvalho, pediu sua exoneração ao Gov. federal e nomeou Intendente interino o cel. Antonio Ferreira Brasil.

- Realiza Congresso seringalista - é grave a crise econômica da borracha.

Pedem entre outras coisas: - Execução da lei de terras de 1913

- instalação da Agencia do banco do Brasil

- Medidas de colonização diante do despovoamento.

- Autorizar com urgencia a eleição dos vogaes do conselho municipal para evitar atrasos orçamentários.

Epaminondas Jácome – 01/1921-06/1922

- 1º de Janeiro de 1921

- posse do 1º Governador - Epaminondas Jacome

- 1921

- Cinema Eden

* Com a reforma de 1920, onde o Acre passou a território unificado é nomeado 1° governador do Acre em dezembro de 20, assumindo em janeiro de 1921.

- No dia 24 de junho de 1922, deixa o cargo de governador (em Manaus).

* Na falta do vice governador, assume o governo o intendente o Sr. Major Duarte de Menezes intendente de Rio Branco.

Manuel Duarte de Menezes – 06/1922-11/1922

Na época era intendente de Rio Branco. Assumiu o governo no dia 24 de junho de 1922, quando Epaminondas Jácome deixa o governo.

Major Duarte de Menezes - é o governador geral do território interinamente de 24 de junho a 16 de novembro do mesmo ano. Quando o governo federal nomeia seus vice governadores (1°, 2°, 3°) com a nomeação do novo governador o Major Duarte de Menezes pede exoneração do cargo de intendente e assumi o de comandante da força policial, onde fica até fevereiro de 1923, quando segue para a capital federal afim de se incorporar a Brigada Policial Militar. Em 1926 ainda está na Força Policial.

1º Vice-governador - Francisco de Oliveira Conde

2º Vice-governador - Antonio Pinto do Areal Souto

3º Vice-governador - Cel. João Cancio Fernandes.

Dr. Francisco de Oliveira Conde – 11/1922-02/1923

Dr- Francisco de Oliveira conde (16/11/1922 )

-1907 é o redator chefe do periodico ‘O Acre’, em 1913 ainda eo diretor ...

com a nomeação de 1° vice-governador do território assume em 16 de novenbro de 1922.

Nomeia o s. Flaviano F. Batista, após a sua exoneração da Policia para 1° suplente de de Juiz municipal do termo desta capital,nomeia em seu lugar para chefe de policia o S. Antonio pinto de areol Souto, 2° vice- governador. Não permanece como chefe de policvia.

-Francisco Conde de Oliveira deixa o governo em 11 de Feverreiro de 1923, onde segue para o Pará.

Ramiro Guerreiro – 02/1923-02/1923

Quando Francisco de Oliveira Conde deixa o governo, este assume o governo no dia 12/02/23, ficando 2 dias como governador quando chegou o representante legal, João Câncio, que era o 3º vice-governador e estava viajando para o alto-iaco. Na época Ramiro Guerreiro era Intendente de Rio Branco. João Câncio Fernandes assume ficando no governo até o dia 17 de fevereiro de 23 quando é substituído pelo sr. José Thomaz da Cunha Vasconcelos.

Dr. José Thomas da Cunha Vasconcelos – 17/02/1923-19/05/1926

Foi deputado pelo 3° distrito,desde de Abril de 1912 até o Fim do quadriênio Hesmes. Exerceu o cargo de delegado de policia na capital federal, em varias administrações até a data de sua eleição para deputado. É membro do instituto da ordem dos advogados no Rio de janeiro.

Foi chefe de Seção da Diretoria geral de estatistica e diretor geral no Rio de Jáneiro em 1901. Em Pernambuco , seu estado natal, em cuja cidade de Goyana nasceu em 29 de Janeiro de 1867, foi advogado e oficial do

- 1924

- Tentamem

Major João Câncio Fernandes – 05/1926-07/1926

Vice do José Thomas da Cunha Vasconcelos

Alberto Augusto O. Diniz – 07/1926-12/1926

Assume o vice Cel Laudelino Benigno

Major João Câncio Fernandes – 12/1926-01/1927

Laudelino Benigno – 01/1927-06/1927

Hugo Carneiro – 06/1927-07/1930

- janeiro do anno 1928 a outubro do anno 1929.

- Relatório Hugo Ribeiro Carneiro

- 1928

- Ismarte Clube

- 16 de Janeiro de 1929

- Fundado o IHGA

Major João Câncio Fernandes – 07/1930-11/1930

Com a Revolução logo em meados de outubro houve agitação no Acre. Havendo movimentos para deposição de João Cancio, que foi mantido a custa da força policial, mas logo chega comunicação da nomeação do Presidente do Tribunal de Apelação, o Desembargador Souza Ramos recebendo apoio dos orgãos de Imprensa e talvez mesmo da população.

Apesar de assumir em carater provisório Souza Ramos muda todo o 1º escalão.

Organiza manifestações populares de apoio à junta revolucionária.

Intendente dele vai ser Helio Abreu.

O estudo das relações políticas e contextuais realizadas no período que vai de 1904-1930, tem uma importância bastante acentuada para a História Política Administrativa do Departamento do alto Acre. É justamente nesse período que ela começa a se formar.

O Acre passa a ser território Brasileiro, dividido em três departamentos , onde o departamento do Alto Acre : Rio Branco, Xapuri e outra localidades tem como primeiro Gestor departamental ;Rafael Augusto da Cunha Mattos. Saiu do governo do Território em abril de 1905, vieram após ele: Odilon Pratagy Brasiliense, João de Oliveira Rola, José Plácido de Castro, Domingos Jesuino de Albuquerque Júnior, Antônio Antunes de Alencar. Esse período que vai até 1908 é marcado pela instabilidade dos governantes do território e acontecimentos pela antipatia dos seringalistas aos gestores enviados de “fora” pelo governo Federal. Antipatia essa que vai gerar vários conflitos que culminam com a morte de Plácido de Castro, seringalista e eis chefe da Revolução Acreana.

Apartir de 1908 no governo de Gabino Besouro,ouve uma tentativa de reforma, pôr parte do governo federal, com a criação de uma “Comissão de obras Federais”, trazendo grandes perspectivas de desenvolvimento. Ouve a instalação definitiva da capital, desobstrução de Rios, aberturas de estradas, etc... Foram prefeitos nesse período: Gabino Besouro, Francisco Simplicio Ferreira da Costa, Deocleciano Coelho de Souza, Leonidas Benicio de Mello, Fábio Fabrizzi, Epaminondas Jacome e novamente Deocleciano coelho de Souza que consegue uma certa estabilidade, mantendo-se no poder pôr quatro anos seguidos.

Apartir de 1912, exprodem os movimentos Autonomistas no Acre, Hesmes da Fonseca, preocupado com os faz novas reformas administrativas. Cria mais um Departamento e um Tribunal de Apelação no Juruá. Pretendia melhor distribuir o controle do departamento, acabando com os movimentos autonomistas acreanos que se destacavam principalmente no Juruá e Sena Madureira. Foram Prefeitos nesse período: Deocleciano coelho de Souza, Joaquim Victor da Silva, Antnio vieira de souza, Augusto Carlos de Vasconcelos Monteiro e José Tomas da Cunha Vasconcellos.

Em 1917 wencerlau Brás toma uma serie de medidas que privilegiam o município de Rio Branco, deixado os demais departamentos no completo abandono. Essa situação vai perdurar ate 1920 quando Epitácio Pessoa junto com o congresso nacional fazem modificações significativas no governo do Acre. O território passou a ser governado pôr um governador geral, nomeado pelo presidente, ouve a extinção dos quatro departamentos e Rio Branco antiga Penapolis ficou sendo a capital definitiva do território. Foram governadores do território: Epaminondas Jácome, Francisco de Oliveira Conde, José Thomas da cunha Vasconcelos, João Câncio Fernandes, Alberto Augusto O . Dinis, Laudelino Benigno e Hugo Carneiro ate agosto de 1930.

1ª FASE -/1912

TOTAL: 15 PREFEITOS DO DEPARTAMENTO DO ALTO ACRE

2ª FASE:1912-1920

TOTAL:08 GOVERNADORES DO TERRITÓRIO FEDERAL DO ACRE

3ªFASE:1920-1930

TOTAL:11 GOVERNADORES DO TERRITÓRIO FEDERAL DO ACRE

PREFEITOS DEPARTAMENTAIS DO ALTO ACRE - 1904/1920

GOVERNADORES DO TERRITÓRIO DO ACRE - 1920/1930

CM-RAPHAEL AUGUSTO DA CUNHA MATTOS

OB-ODILON PRATAGY BRASILIENSE

AR- ACAUAN RIBEIRO

FM- T. FRANCISCO DAS CHAGAS PINTO MONTEIRO

JR-C.JOAÕ DE OLIVEIRA ROLA

JC-C. JOSÉ PLACIDO DE CASTRO

DJ- DOMINGOS JESUINO DE ALBUQUERQUE JUNIOR

AA-ANTONIO ANTUNES DE ALENCAR

GB- GABINO BEZOURO

FC- FRACISCO SIMPLICIO FERREIRA DA COSTA

DS-DEOCLECIANO COELHO DE SOUZA

LM-LEONIDAS BENICIO DE MELLO

FF- FÁBIO FABRIZZI

EJ-DR. EPAMINONDAS JACOME

DS-DR.DEOCLECIANO COELHO DE SOUZA

JS-JOAQUIM VICTOR DA SILVA

AS-ANTÓNIO VIEIRA DE SOUZA

AM-AUGUSTO CARLOS DE VASCONCELOS MONTEIRO

LEANDRO CAVALCANTE DA SILVA GUIMARÃES

JV-JOSÉ TOMAS DA CUNHA VASCONCELLOS

GOVERNADORES;

EJ-DR.EPAMINONDAS JÁCOME

ANTONIO PINTO DO AREAL SOUTO

MANUEL DUARTE DE MENEZES

FO-DR. FRANCISCO DE OLIVEIRA CONDE

JV-DR.JOSÉ THOMAS DA CUNHA VASCONCELOS

JF-MAJOR. JOAO CANCIO FERNANDES

AD- ALBERTO AUGUSTO O . DINIZ

LB-LAUDELINO BENIGNO

HC-HUGO CARNEIRO

INTENDENTES MUNICIPAIS DE RIO BRANCO - 1904/1930

HM - HIPOLYTO MOREIRA

JR-CEL.JOÃO DE OLIVEIRA ROLA

JC-TEM.CEL.JAOQUIM DOMINGUES CARNEIRO

EJ-EPAMINONDAS JÁCOME

TL-CEL.TEÓFILO MAIA DE LIMA

RJ-MAJOR RAMIRO AFONSO GUERREIRO JUNIOR

EO-DR.EDSON MENDES DE OLIVEIRA

AB-CEL. ANTONIO FERREIRA BRASIL

EJ-DR.EDUARDO FREIRE DE CARVALHO JUNIO

AB-ANTONIO FERREIRA BRASIL

JO-TEM. CEL. JOÃO DONATO DE OLIVEIRA

MM-MAJOR MANOEL DUARTE DE MENEZES

JO-TEM.CEL. JOÃO DONATO DE OLIVEIRA

RJ-MAJOR RAMIRO AFONSO GUERREIRO JÚNIOR

AL-MAJOR ADOLPHO BARBOSA LEITE.

AB-ANTÓNIO FERREIRA BRASIL

MB-MARCÍLIO FERNANDES BASTOS

JF-JOSÉ AUGUSTO MARIA FILHO

AB-CEL. ANTÓNIO FERREIRA BRASIL

AL-MAJOR ADOLPHO BARBOSA LEITE

FB-FLAVIANO FLÁVIO BAPTISTA

AL-ALVARO ARNOSO DE MELLO LEITAÕ

MB-DR. MARCÍLIO FERNANDES BASTOS

VL-TEM.CEL.VIRGILIO ESTEVES DE LIMA

AM-DR. ALBERTO JOSÉ LEÃO MARTIM

HÁ-DR. HÉLIO

Nenhum comentário: